A HISTÓRIA DE CAXIAS.

Quando lemos sobre a história de Caxias, a impressão que nos dá é que começou apenas a partir da chegada e ocupação, por parte dos  imigrantes. Conforme os registros oficiais, em 30 de Maio de 1886 . O CAMPO DOS BUGRES tem sua história muito antiga
 Habitada desde tempos imemoriais por índios caingangues nômades, no século XVII a área era percorrida pelos missionários jesuítas, que, nela, tentaram fundar reduções, mas sem sucesso, sendo registrada a presença, no distrito de Santa Lúcia do Piaí, do padre Cristóvão de Mendoza, que ali foi morto pelos nativos em 1635. Um pouco antes de 1790, as terras onde hoje é o distrito de Fazenda Souza foram ocupadas por Inácio Souza Corrêa, soldado do destacamento de Santo Antônio da Patrulha, que, ali, fundou uma estância para criação de muares, mas o povoamento efetivo só ganharia impulso com a chegada de levas de imigrantes italianos a partir de 1875
No século XIX, os índios caingangues que ocupavam as áreas montanhosas da Região Sul do Brasil foram desalojados violentamente por ação de matadores de indígenas chamados de "bugreiros". Estes haviam sido contratados para abrir espaço para a instalação de imigrantes europeus na região
Aqui, eles moraram em estruturas subterrâneas, conhecidas como buracos de bugre. Eram grandes cavidades no solo cobertas com um telhado. Por ficarem abaixo do nível do chão, protegiam os moradores dos ventos fortes e gelados. Os Kaingang construíram algumas dessas moradias, mas também usaram outras que já existiam há muito tempo, feitas por seus ancestrais Jê. A partir de escavações, sabe-se que algumas construções encontradas têm um tempo de ocupação estimado em 700 anos, 
Assim como muito pouco  do que se sabe dos índios em Caxias, a indicação geográfica do Campo dos Bugres original é confusa. O local mais apontado é o da região das atuais ruas Olavo Bilac, Feijó Júnior, Ernesto Alves e Marechal Floriano. As quadras onde hoje estão o colégio São Carlos e a Praça da Bandeira, se estendendo até a Estação Férrea, podem guardar valiosos resquícios indígenas sem que os moradores da cidade saibam disso.
O Campo dos Bugres não era um local de residência permanente. Os Kaingang, grandes famílias seminômades que circulavam pela região, ocupavam o território eventualmente.
Uma das lendas sobre o CAMPO DOS BUGRES seria a de que no local, onde hoje está localizada a Praça da bandeira, houve um grande combate em dois grupos rivais, e que os índios mortos foram sepultados naquele local.
FONTE; O CAXIENSE
http://ocaxiense.com.br/2010/03/esquecidos-pela-historia/
FOTO WIKPÉDIA