GUERRA DO PARAGUAI- FOTOGRAFIAS TESTEMUNHAS DA HISTÓRIA

FOTOGRAFIAS TESTEMUNHAS DA HISTÓRIA
RETRATOS DE UMA GUERRA
A GUERRA DO PARAGUAI

Foi o maior conflito armado, internacional, ocorrido na América do Sul.
Iniciou "com a invasão da província brasileira de Mato Grosso", pelo exército paraguaio.
A guerra estendeu-se de 1864 a 1870 tendo de um lado, a Tríplice Aliança formada pelo Brasil, Argentina e Uruguai e do outro lado, o Paraguai.
Para a guerra, o Brasil enviou em torno de 150 mil homens perdendo mais de 50 mil e aproximadamente 10 mil civis nas províncias do Rio Grande do Sul e Mato Grosso.
Os aliados venceram o Paraguai que perdeu mais de 300 mil pessoas entre civis e militares mortos em combate, epidemias e a fome.




CADÁVERES DE PARAGUAIOS VÍTIMAS DA CÓLERA
Fotografias Biblioteca Nacional

Conde D'Eu e seus aliados-1870

FOTÓGRAFO NÃO IDENTIFICADO


Solano Lopes- Ditador Paraguaio
1870
FOTÓGRAFO NÃO IDENTIFICADO

  OFICIAIS DO SEGUNDO ESQUADRÃO DE ARTILHARIA ORIENTAL DE ASSUNÇÃO- PARAGUAI
FOTÓGRAFO NÃO IDENTIFICADO


1- Fortificação passageira com soldados e
oficiais da artilharia brasileira-1884
FOTÓGRAFO NÃO IDENTIFICADO


1866- FOTÓGRAFO RICARDO SALLES
OFICIAIS BRASILEIROS


ACAMPAMENTO DAS TROPAS BRASILEIRAS EM HUMAITÁ- ANO 1868


IGREJA DE HUMAITÁ APOS BOMBARDEIO DA ARTILHARIA BRASILEIRA


SOLDADO BRASILEIRO E PRISIONEIROS PARAGUAIOS


MULHERES E CRIANÇAS PARAGUAIAS- AS MAIORES VÍTIMAS DA GUERRA


EM 16 DE AGOSTO DE 1869 AS TROPAS DA TRÍPLICE ALIANÇA 
(Brasil, Argentina e Uruguai ) ANIQUILARAM UM EXÉRCITO FORMADO POR 
APROXIMADAMENTE 4 MIL CRIANÇAS PARAGUAIAS NO QUE FOI CONSIDERADO 
UM DOS EPSÓDIOS MAIS SANGRENTOS DA GUERRA, A BATALHA DE ACOSTA ÑU.


PRISIONEIROS PARAGUAIOS


TROPAS BRASILEIRAS EM TAYI-1868
FOTÓGRAFO NÃO IDENTIFICADO

As barbáries da guerra


Além de todo o massacre na conquista do Paraguai. 

quando no final da guerra praticamente não 
sobreviveram homens paraguaios, houve muito sofrimento, estupros 
assassinatos provocados 
contra mulheres e crianças paraguais, disseminação da 
cólera pelos exércitos aliados que jogavam os cadáveres 
dos inimigos nos rios propositalmente para contaminar 
suas águas e com isso, disseminar doenças. Grandes 
episódios de crimes contra a humanidade.


As tropas uruguaias, sob o comando do General Venâncio 
Flores degolou em 
torno de 1400 prisioneiros paraguaios

Em 1869, já no final da guerra, Assunção já havia 
sido conquistada, na luta pela 
conquista de Peribebuy, transformada em quartel general 
de Solano Lopes, todos os paraguaios 
capturados foram degolados sob as ordens do 
Conde D”Eu em represaria a 
resistência dos Paraguaios.


Na batalha de Acosta Ñu, 20 mil soldados aliados, sob
O comando do general Bernardino Caballero, lutaram
contra apenas 500 soldados paraguaios veteranos e mais de
3.500 crianças cujas idades eram inferiores a dez anos.

Em 1868 na batalha de Avai, 3 mil soldaos 
brasileiros perderam a vida. Em represária
lanceiros brasileiros atacaram e mataram
 mulheres
paraguais que atendiam seus maridos feridos
em combate.

Durante a Guerra do Paraguai, as forças
aliadas, Brasil, Argentina e Uruguai, cometeram
inúmeros crimes de guerra contra a população
civil paraguaia. Entre estupros, torturas, saques
prisões e extermínio em massa.


GASTÃO DE ORLÉANS, O CONDE D"EU
O nobre frances, Conde D'Eu, marido da princesa,
Isabel,quando comandou as tropas brasileiras, entre 
os anos de 1869 a 1870, final da guerra, comandou
todo o tipo de atrocidades contra os paraguaios.