Guardem bem essas chapas...




"GUARDEM BEM ESSAS CHAPAS POIS NO FUTURO TERÃO UM GRANDE VALOR HISTÓRICO"

Foi à única recomendação de meu avô Domingos Mancuso, lá pelo final da década de 1930 com problemas de visão e o coração cansado, transferiu todo o seu equipamento fotográfico aos seus filhos, Reno e Clemente para que dessem continuidade ao seu trabalho. Domingos morreu poucos anos depois, em 5 de Maio de 1942 e meu pai, Reno, deu continuidade em seu trabalho em Caxias. Guardou a caixa com os negativos cuidadosamente embalados conforme Domingos deixou. Em 1961 meu pai abandonou a profissão de fotógrafo e a partir de então não se sabe ao certo por quais caminhos andaram os negativos em chapas, como e porque, mas o destino dos mesmos, não poderia ter sido melhor.  Estão cuidadosamente guardados no local mais seguro que poderia existir, o Arquivo Histórico  Municipal.  As  fotografias, em um trabalho bastante árduo mas realizado com muito prazer há longos anos, aos poucos, algumas aqui outras ali e com a colaboração do Arquivo Histórico, tenho formado meu próprio acervo com todas as principais fotos produzidas por meu avô e uma grande quantidade de fotos feitas por meu pai. Procuro ao máximo, dar toda a liberdade de acesso para que todos possam compartilhar a visão de meu avô e a visão de meu pai, no testemunho da história de nossos costumes, nossa gente e nossa arquitetura, através das fotos que eles produziram .
NOS 140 ANOS DE HISTÓRIA DA COLONIZAÇÃO DE CAXIAS, VIRAM E DEIXARAM GRAVADAS EM IMAGENS FOTOGRÁFICAS O TESTEMUNHO DE NOSSA HISTÓRIA, GRANDES NOMES PIONEIROS NA FOTOGRAFIA  EM CAXIAS DO SUL

Domingos e Reno Mancuso, Virgílio e Julio Calegari, Giácomo e Ulysses Geremia, Giovanni Battista Serafini , outras dezenas de fotógrafos profissionais e centenas de fotógrafos amadores.