Memória Pioneiro-Rodrigo Lopes- Taca o pau na Dezoito do Forte


Taca-le pau na Rua Os Dezoito do Forte em 1950

25 de julho de 20146
Foto: Reno Mancuso, acervo pessoal de Renan Carlos Mancuso, divulgação
Corrida de carrinhos de lomba na Rua Os Dezoito do Forte no início dos anos 1950. Foto: Reno Mancuso, acervo pessoal de Renan Carlos Mancuso, divulgação
A lembrança dos 40 anos da morte do fotógrafo RENO MANCUSO (1919-1974) é oportunidade para se conhecer um pouco do acervo mantido pelo filho, Renan Carlos Mancuso.
No blog www.caxiaspormancuso.blogspot.com é possível deparar com imagens pra lá de curiosas da cidade entre 1938 e 1961, período em que Reno mais fotografou.
Entre elas, um “taca-le pau” típico dos anos 1950: uma corrida de carrinhos de lomba, com partida da Rua Os Dezoito do Forte, na esquina com a Visconde, em direção ao bairro São Pelegrino. Detalhe: público lotando os dois lados da via para acompanhar a prova, realizada no dia de encerramento da Festa da Uva de 1950.
Algo pra lá de improvável hoje, não?

Comentários (6)

  • Adauto Celso Sambaquy diz:25 de julho de 2014
    Esse tipo e brincadeira não existe mais na cidade. Lembro dessas tradicionais corridas de carrinho de lomba (depois é que apareceram os rolimãs). Muitas vezes chegava em casa todo raspado, pois o freio era o pé mesmo. E, descer a lomba da usina era o máximo para a garotada daquela época. Era ali que a maioria das pessoas ficavam postadas para assistir.
    E havia corridas de bicicleta e moto pelas ruas da cidade. Tempo bom.
  • Renan Carlos Mancuso diz:25 de julho de 2014
    Bons tempos dos carrinhos de lomba. Diversas vezes eu descia em um carrinho de lomba, (ano 60 modelo próprio RCM I, três rodas ), na rua Dr. Montaury entre as Ruas Ernesto Alves e 20 de Setembro, quadra da antiga Cooperativa Madeireira Caxiense, hoje o Big. Essa competição, da foto acima, foi realizada no encerramento da Festa da Uva de 1950.
  • Agata diz:25 de julho de 2014
    Caros Adauto e Renan
    Ano passado descemos muitas vezes os morros do loteamento, ao lado do Shoping Iguatemi, nos carrinhos de lomba que meu esposo produziu. Infelizmente as crianças de hj não se animam para atividades além do computador, apesar dos incentivos.
    Qdo a primavera chegar tentaremos novamente.
  • Adauto Celso Sambaquy diz:25 de julho de 2014
    Parabéns Agata. O negócio é incentivar a garotada para algo saudável, pois as antigas diversões não estão ganhando espaço entre eles. Preferem ficar o dia inteiro com jogos eletrônicos a exercitarem-se saudavelmente. O pior é que isso acontece em todo o território nacional. Aqui em Balneário Camboriú, a garotada usa o skate. Mas a grande maioria é adepta dos joguinhos e escrava do celular. Tenho saudade do tempo em que nós sabíamos ser feliz.
  • wagner tenório diz:15 de setembro de 2014
    kkkkk foi coisas assim que ainda lembro os carrinhos que fazia sempre soltava a roda da frente lá ia eu em várias cambalhotas com a cara toda ralada,minhas unhas eram a maioria roxa de tanta martelada, hoje faço repllicas de calhambeque de 1922 a 1930 todo em madeira só madeira , sem marteladas nos dedos kkkkkkkk virei de ex caminhoneiro para marcineiro de eventos.
    concordo que a internet é maravilhosa mas é igual a cartão de credito quando menos se espera só dá decepção. tem dois meninos que estavam fazendo dois carrinhos de rolemâ na unha, fizeram torto e feio mas a alegria deles descerem a rua era o carrinho do ano, achei show, eu poderia ajudar mas não seria a mesma coisa para eles, muito legal.

Envie Seu Comentário